Views

Receba ESTE conteúdo por e-mail sempre que publicarmos:

Receba ESTE conteúdo por e-mail sempre que publicarmos:

Email

O que é Éster?


A palavra Éster foi inventada em 1848 pelo químico alemão Leopold Gmelin, provavelmente como uma contração de Essigäther do alemão, Éter Acético.

Os Ésteres são compostos orgânicos derivados dos ácidos carboxílicos. Os Ésteres possuem um radical carbônico no lugar do hidrogênio dos carboxílicos, sendo essa a característica que distingue um do outro.

Estrutura genérica de um Éster. Lê-se R, C dupla O, O R’ (erre linha). R e R’ são cadeias carbônicas

É através da esterificação que surgem os Ésteres. O Éster não é solúvel em água, mas sim em álcool, éter e clorofórmio. O ponto de ebulição do Éster é menor do que o dos álcoois.


Para que Servem os Ésteres?

Os Ésteres possuem cheiro e aroma agradáveis, daí decorre a sua principal aplicação. São substâncias flavorizantes, ou seja, são utilizados para aromatizar artificialmente coisas como balinhas, sucos e xaropes. Além disso, os Ésteres são usados ainda na fabricação de medicamentos, cosméticos, perfumes e ceras.

São exemplos:


  • Antranilato de metila: alimentos com sabor artificial de uva possuem esse aromatizante do grupo de ésteres, os refrescos de uva são um exemplo.
  • Acetato de pentila: constituinte do aroma artificial de banana.
  • Etanoato de butila: essência que confere o sabor de maçã verde às balas e gomas de mascar.
  • Butanoato de etila: esse éster confere o aroma de abacaxi a alimentos.
  • Metanoato de etila: é responsável pelo aroma artificial de groselha.
  • Acetato de propila: o sabor artificial de pêra das gomas de mascar se deve à presença deste éster.
  • Etanoato de etila: o sabor artificial de maçã.
  • Etanoato de propila: o sabor artificial de pêra.




Éster consta da composição do biodiesel. A partir dos Ésteres, ainda, surge o sabão. Isso porque óleos e gorduras presentes no Éster podem ser usados na sua fabricação.


Óleos 

Os produtos derivados de Ésteres neste estado são muito usados no nosso dia-a-dia. Também na forma de gorduras, estão presentes em nossa alimentação, a seguir exemplos de Ésteres na forma de óleos e gorduras:

Éster dos ácidos linoléico e oléico: óleo de soja presente na refeição diária.

Os Ésteres que derivam apenas de um álcool, como a glicerina ou propanotriol, como o próprio nome já diz, trata-se de um álcool com três hidroxilas, a reação acontece com três ácidos, sendo assim, o produto será um triéster. Esse produto corresponde ao óleo de soja, já citado, azeite de oliva, manteiga ou margarina.

Estearina: É encontrado na gordura animal conhecida como sebo, é matéria prima para a fabricação de sabonetes e sabões.


Mais uma forma de Ésteres

Ceras 


Quando álcoois com elevado número de carbonos reagem com ácidos surge uma nova forma de Ésteres; as ceras. As mais conhecidas são a cera de abelha e a cera de carnaúba, elas servem para fabricar velas, graxas para sapatos, ceras para pisos, entre outras.

(Infográfico original: James Kennedy)


Ésteres de Ácidos Graxos com propriedades hidratantes

Os Ésteres de Ácidos Graxos são muito utilizados em produtos cosméticos devido as propriedades de espalhamento e hidratação que os Ésteres de Ácidos Graxos promovem às formulações. Os Ésteres de Ácidos Graxos são indicados para a fabricação dos seguintes produtos: cremes, pomadas, protetores solares, sabonetes, sprays e loções.


Propriedades e aplicações

Pode-se encontrar no mercado diferentes tipos de Ésteres de Ácidos Graxos como:

Os Ésteres secos que possuem a função de promover a sensação de leveza quando aplicados a pele, podem ser utilizados em formulações de emulsões para a pele, como em produtos de maquiagem.

Os Ésteres para massagem: que precisam permanecer na pele para formar uma camada oleosa fazendo com que a massagem seja continua e deslizante sobre o corpo.

Os Ésteres hidratantes quando espalhados na pele causam a sensação de suavidade aveludada em áreas secas.

Ésteres Dispersantes de Pigmento: Agentes molhantes dispersam os pigmentos.


Os Ésteres Potenciadores de Maquiagem: Função de estabilizar cremes quando adicionados à fase oleosa. Eles agregam riqueza aos cremes, funcionando como emulsificante, potencializando a estabilidade da emulsão.


Nomenclatura

Como dar nome aos compostos orgânicos?
Seguem a nomenclatura IUPAC (União Internacional de Química Pura e Aplicada, em português).

O prefixo corresponde ao número de carbonos. É seguido do intermédio, o qual indica o tipo de ligação química.

Depois disso, o elemento recebe o sufixo ato e é ligado pelo elemento de. A seguir, o radical tem o final ila.

O nome etanoato de butila surge da seguinte forma:

Prefixo et = 2 carbonosIntermédio an = ligações simplesAcréscimo da partícula = oatoLigação = deRadical = butilSufixo = ila


Características dos Ésteres

Principais propriedades físicas apresentadas pelos Ésteres:

  • Possuem aroma de frutas e flores;
  • Os Ésteres de baixa massa molar são líquidos à temperatura ambiente e os de alta massa molar são sólidos;
  • Quando comparados com os alcoóis e ácidos carboxílicos, os Ésteres apresentam pontos de fusão e ebulição mais baixos;
  • Em comparação com a água, os Ésteres de menor massa molar são menos densos;
  • Os Ésteres de menor massa molar são polares e os de maior massa molar são apolares;
  • Nos Ésteres polares, predominam forças dipolo permanente; já nos apolares, predominam forças dipolo induzido;
  • Os Ésteres de menor massa molar são pouco solúveis em água e os de maior massa são insolúveis em água.


Comente e compartilhe este artigo!

⬛◼◾▪ Social Media ▪◾◼⬛
• FACEBOOK • TWITTER • INSTAGRAM  • TUMBLR   GOOGLE+   LINKEDIN   PINTEREST

⬛◼◾▪ Blogs ▪◾◼⬛
• SFE®  • Tech®  • Terms®  • Books®  • Biography®
⬛◼◾▪ CONTATO ▪◾◼⬛
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...